Correia Dentada


Boa noite

A vida útil das correias na maioria dos carros brasileiros é de 50 mil quilômetros. Deve-se consultar o manual do proprietário para saber com exatidão quando a troca deve ser feita. É recomendável, entretanto, fazer uma inspeção a cada 15 mil quilômetros.

Se o carro trafega freqüentemente em áreas com terra e lama, que sujam a correia e aumentam seu desgaste, é bom fazer uma verificação antes desse prazo.  A correia dentada é responsável pelo sincronismo entre o virabrequim (eixo que faz os pistões se movimentarem) e o comando das válvulas. “Ela é o ‘maestro’ do motor, mantém tudo funcionando de forma sincronizada”, explica Miguel Cesário, gerente de serviços da Abolição Veículos, no Rio de Janeiro. Simplificando, ela funciona como um “fusível” do motor. Quando a peça, feita de borracha, se rompe, o motor pára de funcionar. “Uma falha da correia faz com que as válvulas, as câmaras e os pistões ‘batam’ de forma desordenada. O risco de danificar gravemente o motor é grande”, informa Cesário.

Se mesmo assim você insistir em andar com o carro sem a correia dentada adequada você vai estar correndo riscos de acabar com o motor, se acontecer o rompimento dessa correia várias peças primordiais que ficam dentro do motor vão se quebrar e necessariamente terá que refazer todo o motor de seu carro, além de tudo que retifica de motor não é barato, fica na base de uns 2 mil reais.

Fonte: Dicasautore

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.