Adaptação – Freio a Disco Traseiro – Corsa B


Boa noite,

Ultimamente  recebido a ajuda de diversos amigos, a grande maioria do CorsaClube, porém pela minha falta de tempo raramente eu tenho respondido os emails dos colegas, tendo em vista que ninguém é louco o suficiente para fazer uma adaptação irreversível como essa, vou tentar descrever o máximo possível como foi a experiência de utilizar freios de 312mm na frente (um pouco maior do que do Omega) e 234mm na traseira (original do Kadett/Monza/Vectra A) .

Bom, vamos aos fatos…

Esqueça tudo o que você sabe sobre frenagem, alterar os discos de freio nesta proporção fará o seu carro parar quase que instantaneamente, sabe quando você freia com o pé esquerdo em carros automáticos? é a mesma sensação de parar um carro com freios especiais.

Outra questão é que adaptação é acima de foda complicada, lembre-se que se o cabo quebrar ou se o freio falhar, você automaticamente entrará em uma situação de alto risco, tenha em mente que a cada curva nos primeiros km da adaptação você deverá sentir o carro e voltar a confiar nele.

Por último não menos importante… a alteração nos freios é proibido pelo Contran as resoluções 319/2009 e 262/2007 deixam claro que é necessário passar por uma vistoria antes e depois da alteração, caso contrário seu carro não poderá circular, existem outras normas que deixam bem claro, porém em uma rápida pesquisa no Google encontrei essas duas.

Existe um fator importante… tudo é caro, não existe freio barato, mesmo em desmanche, que aliás é uma alternativa pouco inteligente, lembrando que você usará o carro para transportar você, sua família e ter total convicção que está em um veículo seguro para você e para a sociedade… dependendo da situação do carro no desmanche o antigo dono não teve a mesma sorte… logo freios “remano” ou usados não é uma boa alternativa, tendo em vista que o serviço de torneiro mecânico para desempenar os discos usados pode não ter sido de boa qualidade e o mesmo poderá dar uma tremenda dor de cabeça para você.

Tá mas…. freio novo para Corsa B não existe – beleza, procure por empresas especializadas que ofereçam um produto de qualidade com garantia, o desmanche é uma opção para quem realmente não quer investir e provavelmente não se preocupa em pagar mais caro a médio prazo.

Onde comprar?

Eu comprei o meu kit na PowerBrakes, excelente empresa, atendimento e entrega eficientes, localizada na zona sul da capital (próximo a Marginal Pinheiros) a PowerBrakes realiza a fabricação de diversos kits par diversos carros. Eles oferecem peças de reposição para freios especiais a pronta entrega, ou seja, o risco de você ficar sem pastilhas ou discos de reposição é bem pequeno.

Tive receio no começo, principalmente pelo fato de usar freios especiais (são frisados) normalmente o povo comenta falando que a pastilha é devorada pelo disco em poucos meses de uso. Para o dia-a-dia a pastilha está durando quase 1 ano (disco dianteiro) e eu nunca troquei as pastilhas do disco traseiro (a um pouco mais de 1 ano e meio).

Isso irá variar muito de motorista para motorista e de carro para carro, lógico que motoristas que tem mais “pegada” esportiva irão achar o freio uma merda porcaria, porque terá pouca durabilidade. Mas no meu caso que ando cerca de 700km por mês na cidade e 2400km de estrada estou bem contente e satisfeito com a durabilidade do kit.

Chega de conversa furada…. Como instala o kit?

O kit em si não é problemático de ser instalado, mesmo porque possui um modelo específico para cada carro, com furação e tamanhos exatos, o kit vem completo ou seja não re-utilizei nenhum componente do carro.

Um detalhe importante é a substituição de todo o fluído de freio, com freios especiais, existe uma necessidade de utilização de um fluído mais eficiente, originalmente alguns carros vem com fluído DOT 3 ou DOT4, para melhor eficiência do conjunto utilize DOT 4 e lembre-se… JAMAIS misture os fluídos, faça o sangramento dos freios do carro até secar o reservatório para encher novamente com o novo fluído. Existe o DOT 5.1 que é para carros de rua, porém nunca li algo que informasse que ele é muito mais vantajoso do que o DOT4.

Um dos fatores importantes para garantir total eficiência do conjunto é o Hidrovácuo… infelizmente no Corsa o Hidrovácuo é pequeno, e você aumentando os discos da frente ou usando um kit traseiro fará com que ele trabalhe em condições pelas quais ele não foi projetado,  será uma questão de tempo para a peça demonstrar fadiga exagerada, principalmente em trânsitos excessivos (como descidas para a praia em época de verão, feriado e férias…. 12h para percorrer um trajeto de 60km é estressar demais os componentes do carro).

Já logo de cara troque o Cilindro Mestre do Carro (se for usado como o meu), porque a peça fará você retornar ao mecânico em poucas semanas, ficará evidente que o Cilindro Mestre não dará conta do recado.

Segundo Karin Nice, quando você pressiona o pedal de freio, ele empurra o pistão-primário através de uma haste. A pressão aumenta no cilindro e nas linhas à medida que o pedal é mais pressionado. A pressão entre o pistão-primário e o secundário força este a comprimir o fluido em seu circuito. Se o freio estiver funcionando de maneira correta, a pressão será a mesma em ambos os circuitos.

Um dos principais problemas que eu identifiquei no Kit são os Flexíveis e as tubulações por onde passará o fluído, são exageradamente grandes, os flexíveis logo de cara que troquei por menores do Monza e a tubulação eu levei para um torneiro cortar e refazer a cabeça do tubo, para se ter uma ideia, o tubo foi cortado em 60% no comprimento. A PowerBrakes não oferece mão-de-obra, somente fabrica e vende.

Não use o tubo que vem, embora eu dei uma olhada no site, parece que os novos kits estão bem menores, de qualquer forma é preciso verificar se haverá necessidade de cortar ou não, porque lembrando que um serviço mal feito irá afetar diretamente a sua segurança e a de outras pessoas.

Uma dica que eu dou para quem está começando a preparar o carro, comece pela suspensão e freios, não espere turbinar primeiro para fazer essas modificações, mesmo porque um carro turbo torna-se um problema quando o fator “parar” não é obedecido.

O resultado final é esteticamente excelente e funcionalmente um dos melhores upgrades que se pode fazer no carro. Eu já vi aquelas calotas com um freio a disco traseiro de enfeite… acredite aquilo é vergonhoso, quem tem coragem de andar com aquilo merece tomar um tapa com a mão aberta com os 5 dedos na cara….

Não tenho grana para o Kit, existe um plano B?

Nenhum plano B quando se fala em segurança, merece ser discutido… sua conta em risco amigo, caso tenha alguma experiência boa, por favor compartilhe com os demais.

Um dos riscos em ter algo que não é confiável é que você nunca sabe quando terá um trânsito absurdo… vou postar abaixo algumas fotos de uma viagem que eu fiz recentemente, passando pela Castello Branco (rodovia) o havia até um helicóptero do resgate para socorrer.

Quando se pode esperar por um acidente de proporção gigante (o google maps não estava atualizado)….. fiquei horas para andar poucos metros… eu estava cansado e estava sentindo que o carro também estava começando a ficar quente – sou pobre… ar condicionado e direção hidráulica em 2004 eram itens de luxo e extremamente caros.

Todo mundo desligou os carros, alguns saíram dos carros, largaram tudo, estava fácil para serem roubados, principalmente porque realmente teve uma galera que saiu do carro e caminhou por alguns metros (deixando o carro aberto) para ver a maldita desgraçados outros.

Neste anda-e-para é que o freio começa a se desgastar excessivamente…. o ideal é não parar de forma brusca… sim, existem idiotas que socam o pé com toda a força do mundo quando andam em trânsito caótico, simplesmente para descontar o stress no carro – depois a porra droga do cabo quebra e o pessoal fala que o produto é de má qualidade….

Voltando aos fatos… eu desvio um pouco do assunto mas tudo é pertinente…

O que eu fiz para instalar de forma mais eficiente…

No destaque vermelho da foto, aquela cabeça do cabo (ela tem o formato de um cogumelo – para não dizer outra coisa)  quebrou com a vibração do cabo, que era grande demais e eu cabaço enrolei esse cabo dando voltas e voltas como se ele fosse uma corda ou algo mais flexível.

Levei em um torneiro ele cortou 60% da peça, com isso ela ficou bem curtinha e eu pude prender ela nos suportes destacados pela imagem laranja da foto. Ali bem preso a peça não vibra e o conjunto não quebra.

Outra coisa que eu troquei foram os flexíveis traseiros por flexíveis (também traseiros) do Monza, são menores e não raspam na lataria, os que vieram no Kit ficavam raspando na lataria do carro e o risco de quebrar ou até mesmo cortar o material era grande.

O freio de Mão (marca verde da foto) tive um probleminha…. não tinha onde prender, prendi com presilha (famoso esgoela gato), não deu outra… 3 meses depois pufff caiu e o freio de mão ficou quase raspando no asfalto (não quebrou a peça pq eu fi rapidamente), raspava quando passava em lombada.

Coloquei uma presilha de ferro (ou algo parecido, não lembro) mas sei que aguenta alta temperatura e não quebra.

Um serviço bem feito fará o seu carro parar bem e o melhor de tudo, com qualidade e segurança.

Bom galera é basicamente isso, vou tentar ao longo das semanas escrever algo mais técnico e detalhar ainda mais a adaptação, deixei aqui só algumas preocupações e dicas rápidas para quem está querendo alterar o sistema de frenagem do carro.

Abaixo um vídeo bem legal sobre fluídos de freio.

Obrigado

Anúncios

16 thoughts on “Adaptação – Freio a Disco Traseiro – Corsa B

  1. Thiago disse:

    Vou colacar freio a disco traseiro no corsa frente montana. Poderia me dizer se tem alguma ponta de eixo no caso com cubo que sirva sem precisa refurar o eixo do corsa.
    Tipo colocar o eixo traseiro da meriva . Sera que cabe ? Obrigado

    • Boa tarde. Não tem problemas desde que as pastilhas sejam próprias para o disco e também que o freio traseiro não seja original, caso o freio dianteiro seja muito superior ao traseiro você terá problemas na estabilidade da frenagem.

  2. jonathan disse:

    ola boa tarde!!! amigo estou colocando um kit freio a disdo do kadett na traseira. mas o freio ficou borrachudo,qual hidrovacuo vc usou no seu kit e o cabo de freio de mao qual foi usado pois o meu ficou curto e o do kadett ficou comprido d+!
    o que vc me recomenda?

      • Anônimo disse:

        obrigado andre. vou fazer as substituiçoes aki.ja comprei ja o hidrovacuo e cilindro mestre do kadett!vou comprar o cabo do monza e fazer o teste! desde ja agradeço

  3. fernando disse:

    cara gostei muito do seu artigo e estou pensando em melhorar os freios do meu classic 2013 pois com a mexida no motor sinti que os freio de ja nao segura mais gostaria de saber qual e esse kit 280mm que vc utlizou

  4. João Gabriel disse:

    olá Cerberus! sempre leio seus posts e dessa vez coloquei freios de 280mm no meu corsa, porém não senti muita melhora… qual hidrovácuo e servo freio vc utilizou no seu projeto? grato.

    • Boa tarde João, obrigado pela participação.
      Troquei o Cilindro Mestre no primeiro dia também, porque o meu estava cansado e o carro não parava com eficiência. Depois de um tempo eu coloquei um Kit Adaptado no Astra.
      Mas acredito que a troca do Cilindro Mestre já seja o suficiente para segurar os freios de 280mm, o kit que eu montei eram 312mm e exigiam mais do conjunto mecânico.
      Abraços

    • João, boa noite. obrigado pela participação. O kit é vendido pela Power Brakes e custa aproximadamente R$ 1.500,00 + Mão de Obra. Não recomendo se você quiser instalar ele por estética, porque é um investimento pesado. O ideal é instalar na sequência de um turbo ou supercharger para fazer bom uso dos novos freios. Abraços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.