Fiat Idea (2/3)


Boa noite,

Meu último post eu comentei que faria um novo teste em um carro que poderia ser uma boa opção de carro “alto” de entrada. Eu até que adoraria ter testado o Evoque como foi comentado por colega, mas enfim… não tive a oportunidade – sorte.

O carro que eu fiquei cerca de 14h enfurnado dirigindo e confinado foi o Fiat Idea. Aparentemente seria uma boa opção para pegar estrada uma vez que ele possui o motor 1.4 da Fiat que é adorado pelos motoristas de Punto e odiado por outros. Acho que me classifico na categoria outros, uma vez que não tenho um Punto e também não gostei muito do desempenho do Idea.

Falando um pouco sobre o carro.

O Idea veio para abraçar uma fatia de mercado crescente de carros mais altos, o CrossFox e EcoSport foram os primeiros, os primeiros Ecos eram uma gambiarra mal feita do Ford Fiesta e o CrossFox é nada mais do que um Fox com 5kg de plástico a mais. Este segmento bizarro de carros adaptados não parou por aí, veio o C3, Gol e toda a linha Adventure da Fiat.

A Fiat não ficou por fora e trouxe o Idea (em 2005) como uma opção para este público que tem crescido cada vez mais. O projeto não é nacional…na Europa já existia o Idea, porém ele re-utilizava a plataforma do Stilo, aqui no Brasil fizeram um mesclado de Stilo com chassi de Palio. A versão que eu testei por 14h foi o Attractive 1.4 8V

Vamos ao desastre.

O carro é uma Minivan… e a Fiat enfiou um motor 1.4 de 80 pôneis nele, não era de se esperar que ele só chega a 80km/h…. a 100km/h você se sente um piloto de Formula 1 chegando a 300km/h na reta oposta de Interlagos.

Incrível, o carro não acelera mais do que 100, cheguei a 160 depois de uma longa acelerada, mas percebe-se que este motor foi feito para uso único e exclusivo na cidade, não se aventure a levar ele na estrada a não ser que você não tenha opção.

O carro precisa de um motor de no mínimo 100cv para uso misto entre cidade e estrada, este 1.4 não recomendo para ninguém que tenha essa necessidade. Por isso não me estranha a quantidade de taxistas que circulam por aí com esse carro e ainda elogiam a sua performance.

Motor 1.4, desempenho de 1.0 e consumo de 2.0

Sinceramente o desempenho do 1.4 me decepcionou em todos os aspectos, tanto em potência quanto em consumo, sempre abastecido com Etanol , o carro não passou a média de 7.4km/l na estrada, essa medição foi a mesma do teste dos 31 dias com o C4 na estrada acelerando entre 160km ~ 180km/h

Nem me arrisquei abastecer com gasolina porque os números não seriam muito diferentes e temos que considerar que a melhor medição seria exatamente essa… na estrada a 100km/h até 120km/h .

Detalhes do Carro

2014-01-25 06.52.14

 

Na versão 1.4 do modelo o painel deveria contar com um mostrador de 0 a 100 somente. Porque a frustração de você não conseguir passar da metade no hodômetro é menor do que “dar VDO” se o painel fosse até os 100km/h

2014-01-25 12.06.04

É incrível como o motor 1.4 não foi feito para este tipo de carro, isso porque grande parte do percurso eu fiz com 1 pessoa no banco do carona. O baixo desempenho alinhado ao alto giro do motor fazem com o que o consumo do carro não seja um dos melhores.

Infelizmente 0 consumo do carro chegou a média de 7.5 km/l com Etanol na estrada, sempre mantendo a velocidade de 120km/h, na média acredito que a velocidade do percurso tenha sido algo em torno de 90 ou 100km/h devido alguns pontos de lentidão.

Idea_Abastecendo

 

Um dos lados positivos do veículo é o barulho interno, mesmo o motor trabalhando na casa dos 4mil RPM o ronco do motor não incomodava durante a direção. Mas isso não isenta o carro de barulhos, quando o giro do motor subia muito (para uma eventual ultrapassagem) o ar condicionado emitia um ruído bem agudo.

O barulho era o mesmo de uma interferência de rádio, mas não poderia ser porque o rádio estava desligado grande parte da viagem.

Idea_Motor

 

Achei o cofre do motor muito bem organizado, as peças plásticas protegendo a parte superior também é algo bastante comum nos motores Fiat.

Um ponto negativo está no isolamento da fiação da bateria, como é possível observar a fiação fica exposta e sujeita a agentes externos, o mais comum é que se forme zinabre nestas condições.

De um modo geral o carro agrada um público muito específico (não me encaixo neste perfil) infelizmente o motor 1.4 da Fiat não agrada, na cidade ele consegue se deslocar de forma mediana (com o carro vazio), em terremos irregulares a suspensão segura bem mas não espere muito da versão Attractive, você terá alguns “mimos” mas o motor não empolga e também não é confiável para ultrapassagens em rodovia.

Provavelmente a versão 1.6 seja bem melhor, falam muito bem do motor E.torQ da FIAT (117cv) porque a versão 1.4 com os 80cv é um carro para um tipo de situação que não se encaixa na realidade de muita gente.

O mais interessante é que você vê opiniões absurdas de quem comprou o carro, a pior delas é que o motor tem bom desempenho, mantendo ele sempre cheio…. carro não é balão, tem que ter potência quando pisar e não quando emabalar. –> http://www.carrosnaweb.com.br/opiniaolista.asp?fabricante=Fiat&modelo=IDEA

Não é a toa que o Fit leva o prêmio “Os eleitos” todos os anos pela revista 4 Rodas.

Obrigado

 

One thought on “Fiat Idea (2/3)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.