Avaliação Ford Fusion 2016


Boa tarde.

Este final de semana estou a bordo do Novo Ford Fusion 2016 (versão de entrada). Equipado com o motor 2.5 (175cv) e transmissão automática de 6 velocidades, este conjunto faz com que o Novo Fusion se torne uma opção interessante para o consumidor brasileiro.

O preço apresentado no site da Ford anuncia que a versão de entrada está a partir de R$ 112.400,00, para quem procura Sedans executivos nesta faixa de preço temos poucas opções. Não sei dizer ao certo se o Jetta se encaixa nesta categoria. O Jetta possui um design muito comum na linha VW não dando muita exclusividade ao modelo, exceto pelo conjunto mecânico que é muito bom por sinal, ainda mais agora com a nova opção do 1.4 TSI.

Voltando a falar no Fusion, este é um carro de inúmeros atributos positivos tais como: bancos em couro, cinto de 3 pontas para todos os ocupantes, apoio de cabeça para o terceiro ocupante, motor flex 2.5 com transmissão automática de 6 marchas, espaço interno e acabamento digno para um carro na casa dos 100mil reais.

Um ponto desfavorável do carro está na transmissão, o motor responde bem, mas a transmissão AT simples quando comparado com carros com dupla embreagem deixa a desejar. Nada ruim, mas é algo que poderia melhorar com a nova geração do modelo.

Um ponto extremamente negativo da Ford está nos mapas da Central Multimidia, os mapas estão todos em um cartão SD (que segundo minhas pesquisas) é um cartão criptografado, não dá para fazer download de um backup de segurança e usar no carro, tem um cartão SD próprio da Ford que precisa ser atualizado em concessionária inclusive.

O carro que eu estou no momento está sem o cartão SD (não sei se perderam ou se é um opcional não adquirido) e com isso o GPS não serve para nada. Considerando que a central tem um HD interno de 10gb para música, porque não alocaram um espaço nele para armazenar os mapas? Estou com um carro premium com GPS e o mesmo não funciona porque não tenho o cartão SD.

No site da Ford não fica claro como funciona o processo de atualização do cartão e sequer fala sobre a existência dele. Falando em central multimidia o Sync é ótimo, um pouco engraçado as vezes, mas no geral é muito bom. Quando conectado um celular ele lê as mensagens SMS em voz alta e não parece algo mecânico, as falas são bem suaves.

2016-Ford-Fusion-interior

 

O painel do carro foi uma surpresa para mim, ele possui 2 telas de LCD (uma em cada extremidade) com informações úteis do carro. O carro merecia um sistema de diagnóstico como os AUDI e BMW, mas enfim as diversas telas de LCD distribuídas no carro dão um ar de tecnologia bem interessante para o modelo.

Sensação ao entrar no carro

A porta é pesada, comparando com carros japoneses a primeira impressão é que eu entrei em um carro blindado. O peso da porta é algo que você se acostuma, mas sinceramente eu achei que ela poderia ser um pouco mais leve. E um ponto muito positivo está na vedação do ruído externo, quando você entra no carro você não ouve mais nada do lado de fora, até o som do motor dá uma abafada.

Os controles internos do veículo são extremamente fáceis de encontrar e de operar, não precisa de manual do proprietário, para quem já dirigiu um Renault (aonde tudo fica escondido) este Ford está tudo visivel e de fácil acesso.

Design

Seguindo a tendencia do design da Ford, este modelo dispensa qualquer comentário. Sinceramente o carro por fora está muito bonito e por dentro também.

Vou dirigir o carro por mais 300km neste final de semana, vamos ver se consigo detalhar mais algumas funções do mesmo.

 

Obrigado

Anúncios

Freios Fremax


Bom dia

Depois de participar de 1 track day com os freios originais, senti uma enorme necessidade de realizar um upgrade no conjunto, a começar pelos freios dianteiros que são sempre os mais exigidos.

Hoje no mercado existem diversas marcas de freios conceituadas, cada uma com a sua especialidade, para freios especiais decidi utilizar a marca Fremax que é a mesma marca utilizada pela Stock Car, claro que não optei pelos freios da Stock, mas só pelo fato da marca fornecer os freios para esta competição já quer dizer muita coisa.

Assim como os motores da Fórmula Indy são Honda já dá para ter uma ideia da tecnologia utilizada nas pistas e nos carros de rua. Os freios Fremax são nacionais, isso não é ruim, eu até gosto de produtos nacionais porque possuem um custo mais baixo e geram empregos em diversos segmentos.

FreiosFremaxEBC

Além disso não vou mandar importar um disco de freio e esperar alguns meses e ainda terei o risco de ser tarifado em um imposto abusivo, as pastilhas até concordo, pelo peso e tamanho dá para arriscar uma importação direta, mas os discos, mesmos os de alta performance que são mais leves que os tradicionais, ainda estes são pesados.

Os discos foram trabalhados pelo Peixoto Freios (em São Bernardo do Campo) e as pastilhas são EBC modelo Yellow que garantem excelente performance nas pistas e durabilidade na rua.

Gostei muito do resultado, frenagens precisas, pode pisar forte no disco mesmo na chuva que ele não empena, as pastilhas são ótimas resultado pelo menos 40% superior ao kit original.

 

Renault Duster (1/3)


Boa tarde,

Na última semana, tive a oportunidade de dirigir pela primeira vez um SUV compacto, categoria inaugurada pela EcoSport e trouxe diversos outros modelos para o Brasil.

Essa categoria basicamente utiliza chassis de carros menores, com motores de cilindrada mais baixa do que as tradicionais SUV’s americanas. O diferencial está na altura da suspensão, que diferente das versões comemorativas (Fiat Adventure e VW Rallye) os carros que se encaixam nesta categoria possuem uma suspensão bem mais elevada com pneus normalmente configurados para uso misto (cidade/terra).

Desta vez, peguei para avaliar o Renault Duster 1.6 Dynamique, fiquei com o carro por 8 dias e rodei aproximadamente 2200km, passando por trecho urbano, estrada e rodovia.

 

Sobre a versão Dynamique.

Versão top da linha 1.6, ao todo são 10 versões do carro, sendo 6 versões 2.0 e 4 versões 1.6, variando entre AT e MT, com diversas opções de acabamento.

A versão 1.6 Dynamique possui todos os itens “normais” (vidros elétricos, ar condicionado, direção hidráulica, retrovisores elétricos, etc etc etc) o diferencial está na Central Multimídia da marca LG e o acabamento dos bancos que por sinal são bastante confortáveis.

O motor 1.6 é ótimo para a cidade, na estrada ele vai bem até a velocidade limite da pista, se houver necessidade de esticar um pouco, você sentirá as limitações (normais) do motor 1.6, de um modo geral o motor casou bem com o carro.

Provavelmente a versão 2.0 seja ideal para pessoas que andam com mais peso no carro, durante a utilização do carro a grande parte do uso foi sozinho, diria que uns 85% do uso do carro ele estava sub-utilizado, quando ao uso do motor e espaço interno.

 

Sobre o carro

1) Como motorista

O carro não possui todos os comandos na mão, ao entrar no carro não se vê facilmente os controles do retrovisor elétrico e também os comandos do áudio – que ficam atrás do volante.

Os comandos do retrovisor elétrico ficam debaixo do freio de estacionamento (de mão), normalmente ficam próximos aos comandos do vidro elétrico, quando estes ficam na porta do motorista. De qualquer forma não foi fácil localizar, principalmente porque eu peguei o carro a noite e só percebi que o retrovisor não estava 100% regulado quando comecei a dirigir e perceber os pontos cegos.

Os comandos de som, até hoje não usei todos os botões, é uma questão de amor e ódio, aprendi a usá-los usando. Ou seja foi na prática e na raça mesmo, com o carro em movimento fui apertando os botões sem medo e descobrindo para que servia cada botão.

O painel de instrumentos é simples, não posso dizer que é completo, mas faz o arroz com feijão bem feito. Não sei é aquele display no painel pode ser chamado de computador de bordo, com funções muito simples que eram novidades para carros fabricados nos anos 90, para um carro fabricado em 2014 eu esperava ter mais vida no painel, a cor do painel (aparentemente é a mesma dos Peugeot) entrega a idade do projeto, que embora seja um carro novo seu projeto utiliza referências muito antigas da Renault.

Configurar o computador de bordo diferente de outros carros fanceses é uma atividade que requer um pouco de paciência, até para regular a hora do painel é algo um pouco chato de ser feito. A Central multimídia por sua vez só me tirou as dúvidas que eu tinha sobre os produtos LG, que são baratos e que os sensores GPS são péssimos (comprei um celular LG G3 e me decepcionei quanto ao sensor GPS e a alta temperatura do conjunto).

A Central multimídia, garante o básico do entretenimento, o som possui bons graves/agudos, mas nada que surpreenda ou que mereça uma nota superior a 5/10.

O câmbio não possui qualquer traço de esportividade é simples, fácil de dirigir, as pessoas adoram esse tipo de câmbio, qualquer um pode dirigir o carro os engates são fáceis. Garante inclusive facilidade e agilidade para estacionar o carro.

O tamanho do carro engana bastante, quando se está dentro o espaço interno bem aproveitado dá a impressão de ser um carro grande, essa sensação foi a mesma que relatei sobre o Fiat Idea.

Os sensores de estacionamento são um mimo a parte, que ainda nos dias de hoje é vendido como item de luxo para os carros nacionais. O carro não possui câmera de ré, mas só o fato de ter sensor de estacionamento já ajuda a estacionar o carro.

Faróis de milha são item de série nessa versão, muito bom e útil principalmente quando se está em uma estrada com pouca (ou nenhuma) iluminação.

 

2) Impressões ao Dirigir

Ao dirigir o Duster é uma sensação inédita, andei por ruas boas, ruins e péssimas. A suspensão faz muito bem o seu trabalho, não passando qualquer trepidação para dentro do carro. As moedas do console faziam barulho, o carro é muito firme e não se ouve barulho de plástico ou qualquer outro material batendo no carro.

Os porta-objetos são bons, mas não o suficiente, não cabe um smartphone no console central, existe um espaço na parte superior do painel que cabe um celular, mas convenhamos, quem deixaria um celular tomando sol e a vista de bandidos do lado de fora do carro?

Falando em segurança o carro veio sem insulfilm…. isso é ruim para dirigir e pior ainda quando se anda por lugares menos seguros, principalmente porque a central multimídia não desliga a dela, ela fica “desligada” na cor preta/cinza, diferente da Pioneer que desliga realmente a tela o que deixa mais mascarado quando se trafega por lugares pouco seguros.

Amanhã postarei fotos e mais opiniões sobre o carro e minha opinião como passageiro, comportamento e consumo do carro.

Obrigado

Avaliações – Sprint Booster


Boa tarde

Um dos melhores benefícios dos carros modernos é o acelerador eletrônico, sem necessidade do cabo do acelerador, já que existe um sensor ao invés do cabo.

Um dos maiores benefícios deste sistema além da durabilidade está no conforto ao dirigir, já que o sensor é a “prova de burro” e impede mesmo que você tenha o pé pesado, ele tem um delay que atrasa um pouco o comando do pé com a aceleração real.

Bom para todos, ou pelo menos a maioria da população. Não para você que está lendo esse tópico, porque certamente já ouviu falar neste item e gostar de ter o efeito instantâneo a partir do momento em que encosta no pedal do acelerador.

O Sprint Booster deixa o carro mais ágil sem aumentar um pônei de potência, ele é um módulo específico para cada carro (e câmbio) e faz com ele diminua esse delay causado pela configuração original de fábrica. O mais legal deste sistema é que ele é encaixado no pedal do acelerador e é totalmente reversível.

Infelizmente o preço não é o maior dos seus atrativos, fazendo uma cotação o preço da peça gira em torno de R$ 1.200,00 um custo elevado, principalmente porque ele não é um Chip de Potência, ele apenas diminui (não elimina 100%) o delay causado pelo acelerador original do carro.

Recomendado principalmente para carros automáticos, uma vez que para conseguir maior aceleração em carro manual vai depender mais de técnica do que o Sprint Booster – ele ajudará mas não será só ele.

A diferença no 0-100 no carro é de quase 1s, por isso comentei que o investimento é alto para pouco ganho.

Um dos pontos favoráveis do Sprint Booster é que se você possui um carro de boa aceitação no mercado facilmente você irá conseguir vender a peça separadamente.

O Sprint Booster – assim como qualquer outro acessório – não valoriza em nada a venda do carro, em alguns casos só dificulta a venda do carro. O mesmo vale para rodas, barras, suportes, itens de performance em geral.

De uma forma geral, o Sprint Booster faz muita diferença no comportamento do carro, deixa o pedal mais arisco e com certeza trará respostas rápidas na aceleração.

 

Vídeo de demonstração do produto

 

Fiat Idea (2/3)


Boa noite,

Meu último post eu comentei que faria um novo teste em um carro que poderia ser uma boa opção de carro “alto” de entrada. Eu até que adoraria ter testado o Evoque como foi comentado por colega, mas enfim… não tive a oportunidade – sorte.

O carro que eu fiquei cerca de 14h enfurnado dirigindo e confinado foi o Fiat Idea. Aparentemente seria uma boa opção para pegar estrada uma vez que ele possui o motor 1.4 da Fiat que é adorado pelos motoristas de Punto e odiado por outros. Acho que me classifico na categoria outros, uma vez que não tenho um Punto e também não gostei muito do desempenho do Idea.

Falando um pouco sobre o carro.

O Idea veio para abraçar uma fatia de mercado crescente de carros mais altos, o CrossFox e EcoSport foram os primeiros, os primeiros Ecos eram uma gambiarra mal feita do Ford Fiesta e o CrossFox é nada mais do que um Fox com 5kg de plástico a mais. Este segmento bizarro de carros adaptados não parou por aí, veio o C3, Gol e toda a linha Adventure da Fiat.

A Fiat não ficou por fora e trouxe o Idea (em 2005) como uma opção para este público que tem crescido cada vez mais. O projeto não é nacional…na Europa já existia o Idea, porém ele re-utilizava a plataforma do Stilo, aqui no Brasil fizeram um mesclado de Stilo com chassi de Palio. A versão que eu testei por 14h foi o Attractive 1.4 8V

Vamos ao desastre.

O carro é uma Minivan… e a Fiat enfiou um motor 1.4 de 80 pôneis nele, não era de se esperar que ele só chega a 80km/h…. a 100km/h você se sente um piloto de Formula 1 chegando a 300km/h na reta oposta de Interlagos.

Incrível, o carro não acelera mais do que 100, cheguei a 160 depois de uma longa acelerada, mas percebe-se que este motor foi feito para uso único e exclusivo na cidade, não se aventure a levar ele na estrada a não ser que você não tenha opção.

O carro precisa de um motor de no mínimo 100cv para uso misto entre cidade e estrada, este 1.4 não recomendo para ninguém que tenha essa necessidade. Por isso não me estranha a quantidade de taxistas que circulam por aí com esse carro e ainda elogiam a sua performance.

Motor 1.4, desempenho de 1.0 e consumo de 2.0

Sinceramente o desempenho do 1.4 me decepcionou em todos os aspectos, tanto em potência quanto em consumo, sempre abastecido com Etanol , o carro não passou a média de 7.4km/l na estrada, essa medição foi a mesma do teste dos 31 dias com o C4 na estrada acelerando entre 160km ~ 180km/h

Nem me arrisquei abastecer com gasolina porque os números não seriam muito diferentes e temos que considerar que a melhor medição seria exatamente essa… na estrada a 100km/h até 120km/h .

Detalhes do Carro

2014-01-25 06.52.14

 

Na versão 1.4 do modelo o painel deveria contar com um mostrador de 0 a 100 somente. Porque a frustração de você não conseguir passar da metade no hodômetro é menor do que “dar VDO” se o painel fosse até os 100km/h

2014-01-25 12.06.04

É incrível como o motor 1.4 não foi feito para este tipo de carro, isso porque grande parte do percurso eu fiz com 1 pessoa no banco do carona. O baixo desempenho alinhado ao alto giro do motor fazem com o que o consumo do carro não seja um dos melhores.

Infelizmente 0 consumo do carro chegou a média de 7.5 km/l com Etanol na estrada, sempre mantendo a velocidade de 120km/h, na média acredito que a velocidade do percurso tenha sido algo em torno de 90 ou 100km/h devido alguns pontos de lentidão.

Idea_Abastecendo

 

Um dos lados positivos do veículo é o barulho interno, mesmo o motor trabalhando na casa dos 4mil RPM o ronco do motor não incomodava durante a direção. Mas isso não isenta o carro de barulhos, quando o giro do motor subia muito (para uma eventual ultrapassagem) o ar condicionado emitia um ruído bem agudo.

O barulho era o mesmo de uma interferência de rádio, mas não poderia ser porque o rádio estava desligado grande parte da viagem.

Idea_Motor

 

Achei o cofre do motor muito bem organizado, as peças plásticas protegendo a parte superior também é algo bastante comum nos motores Fiat.

Um ponto negativo está no isolamento da fiação da bateria, como é possível observar a fiação fica exposta e sujeita a agentes externos, o mais comum é que se forme zinabre nestas condições.

De um modo geral o carro agrada um público muito específico (não me encaixo neste perfil) infelizmente o motor 1.4 da Fiat não agrada, na cidade ele consegue se deslocar de forma mediana (com o carro vazio), em terremos irregulares a suspensão segura bem mas não espere muito da versão Attractive, você terá alguns “mimos” mas o motor não empolga e também não é confiável para ultrapassagens em rodovia.

Provavelmente a versão 1.6 seja bem melhor, falam muito bem do motor E.torQ da FIAT (117cv) porque a versão 1.4 com os 80cv é um carro para um tipo de situação que não se encaixa na realidade de muita gente.

O mais interessante é que você vê opiniões absurdas de quem comprou o carro, a pior delas é que o motor tem bom desempenho, mantendo ele sempre cheio…. carro não é balão, tem que ter potência quando pisar e não quando emabalar. –> http://www.carrosnaweb.com.br/opiniaolista.asp?fabricante=Fiat&modelo=IDEA

Não é a toa que o Fit leva o prêmio “Os eleitos” todos os anos pela revista 4 Rodas.

Obrigado

 

Fiat Idea (1/3)


Bom dia.

Realizamos por 14h o teste do Fiat Idea (versão de entrada Attractive), equipado com motor 1.4. Graças ao poder do arredondamento matemático o carro leva a potência 1.4 porque em c³ eles são 1 .368

Painel

2014-01-25 06.57.12

O painel do Idea é bem equipado, possui boa iluminação, embora não tenha nenhum acabamento luxuoso ele possui mostradores bem claros e definidos. Ao centro o visor digital do Computador de Bordo.

Diferente dos carros da Chevrolet que possuem iluminação Azul o Branco que ilumina o painel da Fiat é agradável.

Porta Malas

2014-01-25 06.51.31

Não dá para se esperar muito de um carro de 4m de comprimento, o porta-malas do Idea possui 380L de capacidade.

Um ponto de atenção para o porta malas é o tamanho da tampa dele, é extremamente alto, isso se deve porque o carro também é alto, para quem possui uma garagem pequena é preciso se atentar para não bater a tampa no teto ou coluna do garagem (principalmente de prédios).

2014-01-25 06.51.40

Conforto

2014-01-25 06.53.10

Bom acabamento dos bancos garantem um bom conforto para a cidade, porém o carro não possui um apoio de braço no console central o que pode tornar a condução por trajetos mais longos um tanto quanto cansativa.

A ausência de um porta trecos no console central de tamanho médio deixa o motorista sem opção de onde deixar o um Smartphone (no meu caso o Galaxy S3). Outros celulares se acomodam bem em frente aos 2 porta copos dianteiros.

O carro vem de série com ar condicionado, direção hidráulica, freios com ABS (Evita o Bloqueio das Rodas) e EBD (Distribuição de Frenagem), Computador de Bordo com um monte de funções interessantes, Aviso de limite de velocidade (quando ultrapassar a velocidade definida pelo motorista uma luz de alerta juntamente com um “bip” irão alertar o motorista quanto a velocidade excedida.

Piscas nos retrovisores  e o Farol de Milha é algo incomum para versões de entrada e no Idea vem de série.

O único item que eu senti realmente falta foram os retrovisores elétricos, tendo em vista que ele é um carro alto e algumas pessoas podem sentir dificuldade para manobrar ele.

2014-01-25 06.58.34

Som e Vidros Elétricos

2014-01-24 21.08.46

No site da Fiat (Fiat.com.br) diz que o carro vem equipado com 4 alto falantes e antena, não sei se foi azar ou não, mas somente 1 alto falante estava funcionando (e o carro estava com 8mil km rodados) isso demonstra que a qualidade dos alto falantes originais não é boa ou a instalação do rádio não foi adequada.

O rádio e a película dos vidros foram instalados na concessionária.

2014-01-25 06.58.37-2

Os vidros elétricos segundo o site da montadora vem com a função anti esmagamento, sinceramente não cheguei a testar e também não sabia desta informação.

 

Por enquanto é isso que eu tenho para falar do carro, pretendo escrever 3 tópicos sobre o Idea.

Obrigado

Película Anti Vandalismo


Boa noite,

Hoje finalmente instalei a película anti-vandalismo no carro, depois de muito cotar preço e oportunidades de negócio, fechei em uma empresa que não foi a mais barata, mas foi a que possuí o melhor pré-venda de todas as outras que eu fui atendido.

Finalmente conseguiram me explicar oficialmente e com bastante argumentos porque a película no C4 é mais cara do que a do Fiesta, somente para relembrar , fui com um amigo meu – feliz proprietário de um Fiesta Hatch 2007 – para instalar a película.

Instalei a película na loja que eu possuo menos referência… a loja foi a Insulfilm do Itaim, loja nova inaugurada a menos de 2 meses. A loja é tão nova que tudo cheira novo e nem no google maps ela aparece.

Acredito que o nível de profissionalismo adotado me deixou bastante confortável em tomar a iniciativa de ir até a loja para conhecer.

Abaixo a relação das lojas que eu entrei em contato antes de adquirir o produto:

Carglass
(11) 2699-7699
Fiesta Hatch C4 Hatch
0,4mm
1 min
 R$         550,00  R$      550,00
 R$         110,00  R$      110,00
 R$         440,00  R$      440,00
0,8mm
2 min
 R$         760,00  R$      760,00
 R$         152,00  R$      152,00
 R$         608,00  R$      608,00
1,1mm
5 min
 R$     1.760,00  R$   1.760,00
 R$         352,00  R$      352,00
 R$     1.408,00  R$   1.408,00
2,1mm
10 min
 R$     2.150,00  R$   2.150,00
 R$         430,00  R$      430,00
 R$     1.720,00  R$   1.720,00

Segundo a CarGlass a película de 21mm é exclusividade deles e que nenhuma outra empresa do mercado possui produto similar.

TDN Film
(11) 2598-5190
Fiesta Hatch C4 Hatch
0,4mm  R$      200,00  R$      200,00
 R$                –  R$                –
 R$      200,00  R$      200,00
0,8mm  R$      600,00  R$      600,00
 R$                –  R$                –
 R$      600,00  R$      600,00

A TDN não soube me explicar perfeitamente as características do produto oferecido, assim como a GT5 Film (abaixo).

GT5 Film (3M)
(11) 3675-5072
Fiesta Hatch C4 Hatch
0,4mm  R$     570,00  R$      570,00
 R$        57,00  R$         57,00
 R$     513,00  R$      513,00
0,8mm  R$     600,00  R$      600,00
 R$        60,00  R$         60,00
 R$     540,00  R$      540,00

A Blindage é uma empresa específica de blindagem automotiva, eles só trabalham com uma medida de película.

Blindage
(11)3875-5500
Fiesta Hatch C4 Hatch
1,1mm  R$         990,00  R$      990,00
 R$                  –  R$                –
 R$         990,00  R$      990,00

Liguei também para a Stinguer, aparentemente é uma loja de som de bairro, cobrou mais caro no C4 pelo simples fato de ser um carro mais caro e consequentemente podem tirar um pouco mais de dinheiro do proprietário.

Stinguer
(11) 4304-0501
Fiesta Hatch C4 Hatch
0,4mm  R$      400,00  R$      500,00
 R$                –  R$                –
 R$      400,00  R$      500,00
0,8mm  R$      800,00  R$   1.000,00
 R$                –  R$                –
 R$      800,00  R$   1.000,00

A MD Film passou tanta informação técnica que o vendedor não soube “traduzir” para a realidade as informações passadas. Perguntei se uma pessoa mediana desse uma pancada no vidro com um martelo, qual seria o peso em kg p/ cm²… se ele informa como característica do produto a medida de força, essa conversão deveria ter sido fácil.

MD FILM
(11) 3337-0031
Fiesta Hatch C4 Hatch
0,4mm
35kg p/ cm²
 R$     450,00  R$      450,00
 R$               –  R$                –
 R$     400,00  R$      400,00
0,8mm
58kg p/ cm²
 R$     600,00  R$      600,00
 R$               –  R$                –
 R$     550,00  R$      550,00

A rede Classic, novamente apareceu na análise (somente para constar) por ser uma empresa famosa em seu segmento (acessórios) a Classic novamente decepcionou no atendimento, o preço oferecido pela Loja é superior ao do site oficial e além disso não existe qualquer informação técnica sobre o produto.

E além disso teria que ser aplicado a película escura “insulfilm” por cima da película anti-vandalismo.

Rede Classic
(11) 5542-9177
Fiesta Hatch C4 Hatch
0,2mm
Transparente
 R$         300,00  R$      300,00
 R$           30,00  R$         30,00
 R$         270,00  R$      270,00
0,8mm
Transparente
 R$         800,00  R$      800,00
 R$           80,00  R$         80,00
 R$         720,00  R$      720,00
1,2mm
Transparente
 R$     1.200,00  R$   1.200,00
 R$         120,00  R$      120,00
 R$     1.080,00  R$   1.080,00
Insulfilm  R$         180,00  R$      180,00

Para todas as lojas não era necessária a remoção do vidro para instalação. Não muito contente com nenhuma loja – com exceção da Carglass que possui um atendimento e estrutura diferenciada, procurei um pouco mais e encontrei a loja oficial Insulfilm.

Nem sabia que existia a loja, no meu conceito Insulfilm era o tipo de película, na verdade é marca e possui uma série de regras e padrões, garantidos pela fábrica.

Agendei a visita e fui conhecer, o preço foi mais caro, mas com certeza a qualidade do atendimento e do serviço foram superiores. Para instalar tiveram que arrancar todos os vidros, fiquei com receio de não ficar bom, mas como eles são especialistas em uma única coisa (Insulfilm) dei um voto de confiança. Amanhã publicarei as fotos do serviço realizado.

 

EDITADO: 18/05/2014

Não deixem de ver a película em ação. CLIQUE AQUI.