Opala SS4 – 78


Boa noite,

Vou tentar escrever o máximo que eu puder do meu novo projeto do Opala SS4 78. Tenho como meta uma preparação aspirada no GM 4 cilindros de forma bastante significativa. Um carro como o Opala SS não pode de forma alguma não ser notado por onde ele passar.

Existem diversos carros caracterizados como SS mas poucos (raros) são no documento, eu ou o feliz proprietário de um SS legítimo de chassi e motor. E ainda mais raro por ser um SS4, os mais comuns são SS6. Motores 6 Cilindros são mais famosos na internet. O que poucas pessoas sabem é que é possível extrair muita potencia nos motores 4 Cilindros da Chevrolet, ainda mais o motor 151S.

Vou começar falando um pouco do carro (comigo), se quiser saber um pouco do carro existem inúmeros artigos na internet e vários fóruns que podem falar sobre o carro originalmente falando. Está comigo desde 2013 e nunca coloquei a mão nele, fiquei 2 anos para regularizar o carro e deixar ele no meu nome, antes disso não fiz absolutamente nada.

 

Em 2015

Comprei o kit de ignição eletronica da marca Bosch, fiz isso porque originalmente o modelo 78 vem com platinado e como todo e bom platinado ele dá problema e não presta para os dias de hoje. Para não ter problema comprei um kit com jogo de velas, cabos, bobina, módulo e distribuidor. O kit saiu ao todo por R$ 500 Dilmas, não é um preço barato mas por se tratar de um kit novo e de marca boa com boas garantias e um bom histórico de qualidade eu preferi não abrir mão do produto.

 

Próximos passos

Estudei um pouco de como preparar um Opala 4 Cilindros, poucos são os materiais que temos na internet, consultei alguns especialistas no assunto e cheguei na seguinte receita, que espero começar a colocar em prática em 2016.

  • Coletor de escapamento 4×1
  • Kit com 2 carburadores Weber 40
  • Polimento dos Dutos de Admissão
  • Escapamento Completo
  • Kit de freios dianteiros e traseiros Power Brakes

Eu sou mais Old School vou manter a alimentação com carburadores, pensei em um kit Bi-jet para o carro, mas me falaram que não era uma boa opção para este motor. Que eu não teria o rendimento desejado. 1 Weber 40 seria o suficiente mas com 2 seria o demônio sobre rodas.

Ainda estou com dúvida quanto ao coletor, não sei se fico com 4×1 para ter uma arrancada maior ou 4×2 para ter uma acelerada mais longa. Preferencialmente para este tipo de carro eu prefiro ter uma arrancada maior, mesmo porque em uma puxada o melhor ganha nos 300m e não em 10km de pista.

O Lancer optei por 4x2x1 porque é a melhor configuração para o meu dia-a-dia e também para as pistas. No Opala quero uma resposta mais rápida, por isso um 4×1 seria o melhor, mas ainda não decidi 100%

O problema do kit de carburadores está no preço, vou ter que negociar bastante para fazer o carro.

Já tive freio da PowerBrakes, achei eles excelente, eu tive problemas na instalação inicial que foram rapidamente corrigidos, mas eu também não fui tão crítico como sou hoje.

Minha expectativa com o carro é chegar na casa dos 200cv (roda) e um ronco ensurdecedor (com qualidade) para ser bem representado na comunidade Opaleira. Um jogo de pneus está no orçamento, Cooper Cobra são o meu sonho, mas infelizmente não tenho certeza se eu terei R$ para bancar 4 pneus da marca. Queria um pneu no estilo muscle car com letras branca (puro charme) sei que temos pneus da marca coreana Kumho, mas eu particularmente ainda tenho um pouco de preconceito da marca. Este projeto precisa ser perfeito, quero um carro para que os meus netos se divirtam com ele.

Uma vez eu vi um Opala com a marcha embaralhando, aquilo era música para os meus ouvidos. O cheiro de gasolina estava no ar e aquilo sim era um carro de verdade. Não quero algo que faça somente barulho, quero um carro que seja performático nos mínimos detalhes. Vou tentar manter o visual o mai original possível, vou ver o que eu consigo fazer.

Um jogo de Bielas e Pistões forjados entrará no orçamento, porque o projeto começará com 200cv e o céu será o limite. Nada como ter um carro confiável para o dia-a-dia com força para poder expandir a potencia para aonde eu for desafiado.

Um tapa no visual também será necessário. Funilaria, pintura e tapeçaria são necessários.

Sem sistema de multimídia, som apenas do motor….

Obrigado

 

Anúncios

Filtro de Ar Esportivo


Bom dia

No último post eu comentei algo a respeito do coletor de escapamento, os ganhos são excelentes considerando o custo x benefício.

Uma das peças que mais agregam performance para o motor do seu carro é o filtro de ar esportivo. Uma dúvida que sonda muita gente é quanto ao ganho real.

Alguns filtros de ar realmente só fazem barulho, dependendo da marca e se o modelo não for apropriado para o seu carro fará com que ele perca potência ao invés de ganhar. Isso porque o filtro mal instalado ou de má qualidade pode interferir na quantidade de ar absorvida pelo motor.

Um filtro adequado fará com que o carro ganhe em média de 3cv a 5cv de potência (nada além disso)., alguns promete 7cv mas eu duvido muito.

O filtro de ar esportivo que eu optei em utilizar no Lancer foi o K&N Intake, acredito que seja uma das marcas mais tradicionais no mundo em produção de filtros esportivos. O intake é a substituição da caixa de ar original por uma que conduza o ar com mais precisão.

Existem os filtros inbox, aonde troca-se apenas o filtro de ar sem mudar nenhuma peça do carro.

DSC01803

 

Um detalhe, quando usado o filtro intake o ronco do motor também aumenta, porque você está aumentando a quantidade de ar que o motor absorve, quanto mais ar (comburente) maior e melhor será a queima de combustível, por este simples motivo ganha-se potência.

Mas tudo depende da qualidade do filtro, usar um filtro de R$ 30,00 e achar que ele vai mudar algo, pode ser que só piore.

E a manutenção é simples, basta limpar o filtro, ele é lavável por ser de algodão deve-se usar o produto do próprio fabricante, recomenda-se a limpeza a cada 70mil km, mas eu recomendaria limpar a cada 10mil ou 20mil km.

Obrigado

 

Coletor de Escapamento


Bom dia

Uma das formas mais utilizadas para dar um up no desempenho do carro é um coletor de escapamento dimensionado. Normalmente são utilizados os famosos 4×1 onde ocorre uma melhora do fluxo de gases da saída do motor até o final do escapamento.

2015-04-04 16.46.40

Recentemente montei no Lancer o escapamento 4x2x1 que diferente do coletor 4×1 ele dá mais performance “de final” enquanto o 4×1 dá mais força na arrancada.

Cada pessoa tem uma necessidade diferente, eu optei pela performance maior na final porque dá para aproveitar mais o carro em pistas de track day ou até mesmo uma ultrapassagem em rodovia.

O custo aproximado de um coletor de escapamento varia em R$ 800 até R$ 2500, a mudança do preço pode variar de acordo com o carro e de acordo com o material utilizado. O Aço Inox é o melhor material porque ele não acumula tanto calor quanto o Aço Carbono e como todos nós sabemos o calor é inimigo mortal de boa performance.

Por isso carros turbinados necessitam de intercoolers e diversos outros itens para diminuir a temperatura do cofre do motor. O Carbono é muito mais barato do que o Inox, mas ele tem alguns contras e são eles: Maior acúmulo da temperatura, tempo de vida limitado e necessidade de materiais adicionais para refrigerar a peça, tais como: Manta térmica e banho de cerâmica.

O Inox quando bem cuidado na teoria é uma peça para a vida toda, ele não enferruja e mesmo gasolina de péssima qualidade ele não corrói, por isso projetos especiais de escapamento são feitos de Aço Inox.

2015-04-04 16.47.03

Todos os carros possuem o coletor de escapamento, carros “normais” não são dimensionados buscando performance, são apenas um link entre a saída de gases do motor para o escapamento. O dimensionado quer dizer que ele possui um desenho que facilita a saída dos gases e isso faz com que o carro tenha um rendimento melhor, porque os gases saem com mais facilidade do motor.

Um ganho estimado na instalação de um coletor é algo em torno de 8cv a 15cv de potência. O bom do coletor dimensionado é que é uma peça encaixada (não necessita de solda nem nada parecido) e com o tempo você pode vender essa peça, quando inox a desvalorização é menor, porque depois de limpo a peça não perde nenhuma qualidade.

Um detalhe importante, o ronco do motor fica mais encorpado, quando você tem um silencioso esportivo verá que a diferença fica ainda maior.

Obrigado

Manutenção Citroen C4 (1/2)


Boa noite,

Algumas pessoas esperavam por este post, eu mesmo estava esperando para escrever ele, principalmente porque o número de dúvidas referente a manutenção do C4 tem aumentado cada vez mais e espero que com este post sejam sanadas as principais delas.

Este é o primeiro post de 2 que irei escrever sobre a manutenção do C4, isso porque preciso resgatar algumas notas fiscais de serviço e peças que eu gastei ao longo deste (quase) 1 ano e meio que estou com carro.

Para quem não sabe, o carro C4 GLX 2.0 Mecânico foi adquirido com 30mil km rodados e hoje encontra-se com 65mil (sim eu viajo bastante). Nesta primeira parte irei descrever um pouco sobre o atendimento da rede autorizada Citroen (neste período conheci 4 concessionárias) e os problemas que aconteceram com o carro.

Na segunda parte entrarei em valores, para ser bem sincero eu mesmo não sei quanto eu já gastei com o carro. Eu não sou muita referência porque em 1 ano e meio estou caminhando para a quarta revisão. Normalmente as pessoas rodam de 10 a 15mil km eu rodo exatamente o dobro.

motorC4

Mas isso não é ruim, considerando que os carros que eu compro eu avalio considerando o uso máximo, não iria comprar um carro que tivesse um “passado obscuro” ou que a manutenção fosse absurdamente cara, lembrando que eu não sou rico e não sou nenhum blogueiro de sucesso, tanto que espero ansioso pelo convite de alguma montadora para avaliar qualquer carro que seja pelo tempo que precisar.

Vamos aos fatos, o carro foi comprado de maneira particular, pesquisei no Webmotors um C4 com baixa km e que o preço estivesse dentro do meu orçamento, havia desprendido para este carro o valor teto de 40mil, embora eu estivesse disposto a buscar algo na faixa de 35mil.

Eu nunca havia cogitado a idéia de ter um C4 ou até mesmo qualquer carro da marca Citroen, sempre tive a visão de carro caro, frágil ou coisas do tipo, até que descobri que um amigo meu só colocou Citroen em sua garagem desde 2007, sendo ele um feliz proprietário do C3 Exclusive e de um C4 Pallas.

Por muita sorte fiz uma viagem com ele em seu C3 Exclusive (motor 1.6) , achei o carro extremamente confortável e com mecânica confiável para ultrapassagens. O carro estava com 3 pessoas e o porta malas estava cheio e mesmo assim o carro andava muito bem na estrada, alguns trechos de pista ruim foram amortecidos de forma bastante confortável pela suspensão do hatch de entrada da marca.

Havia dirigido um C4 Pallas de outro amigo em outra ocasião, somente trecho urbano, mas foi o suficiente para me apaixonar pelo carro, a sensação de status e prazer ao dirigir que me dava ao acelerar o Pallas foi algo que eu só senti quando dirigi o Civic Ex 1.7 (quando ainda era lançamento da marca).

Fazia tempo que eu não acelerava em um carro original e o motor respondia a altura, considerei a compra de um C4 Hatch depois deste passeio, eu queria um Hatch Médio por 2 grandes motivos, eu tinha um Sedan pequeno e o espaço interno me incomodava um pouco, queria mais conforto e potência que o Classic 1.6 poderia me entregar.

E o segundo motivo era o tamanho físico dele, a garagem da minha casa não acomoda um Sedan Médio, na verdade até cabe… o Linea foi o carro que coube na medida certa, acima disso não cabe mais nenhum outro carro.

Pesquisei sobre o C4 e vi que o motor 2.0 seria ideal para a minha necessidade, queria um carro que pudesse rodar 1500km em um final de semana e que o motor fosse forte para eu nunca passar qualquer susto por falta de potência. E falando em potência o C4 dá um show a parte, possui o motor mais potente da categoria na faixa de até 40mil, de todos os modelos que eu havia pesquisado fiquei em dúvida em ter um Astra 2.0 Automático ou um C4 2.0 Hatch Manual, sei que não possui muita comparação mas o modelo do Astra era 2011 enquanto o C4 era 2010, o  C4 era mais velho e possuía o mesmo preço.

Considerei que o Astra havia saído de linha e não queria ficar com um carro descontinuado na minha garagem, queria algo novo e que me proporcionasse prazer ao dirigir, nunca dirigi um Astra, mas o Vectra (último que saiu) não me dava essa sensação.

Falando em manutenção as revisões da Citroen possuem preço tabelado, mesmo tendo o preço tabelado sempre optei pelas revisões “Premium” onde são revisados outros 50 itens, pode parecer besteira mas só quem viaja muito com o carro sabe que todo investimento com manutenção não é caro. A sensação de ter o carro quebrando com a namorada no banco do passageiro é algo que realmente estraga a noite e isso aconteceu umas 3 vezes comigo e com o C4 nenhuma vez.

Algumas pessoas podem achar um absurdo pagar o alto valor cobrado pela concessionária no processo de revisão, mas o que realmente esquecem é que a mão de obra que está trabalhando no seu carro é especializada e ela possui um valor pelo qual eu não pretendo questionar. Quem trabalha com informática cobra o preço de acordo com a qualidade, assim como quem é cirurgião. Paga-se o preço, mas quanto custo o treinamento destes profissionais? Uma cirurgia a lazer para correção do grau ocular custa no mínimo uns 5mil reais para o convênio e o processo leva 15min.

Eu considero importante o processo de revisão na concessionária porque você possui uma garantia dos itens revisados (padrão 8 meses) e qualquer problema que venha ocorrer no veículo você estará “parcialmente” coberto pela garantia. Quem acha caro pode apelar para um mecânico especialista, mas confesso que na Citroen ainda não passei pelo processo “empurra-empurra” de peças e serviços durante a revisão.

Acho que o processo de fidelização da marca muito mais forte do que o de venda, tanto que o atendimento costuma ser bem feito de forma que você retorne para futuras revisões e convenhamos um carro com 30, 40 até 60mil km não tem que trocar absolutamente nada.

Veja no Site da montadora o preço das revisões

http://www.citroen.com.br/pos_venda/preco_fixo

Poucas montadoras possuem o valor tabelado, o consultor de serviços irá passar para você as diferenças entre a revisão da fábrica e a revisão que eles classificam como Premium. Realmente a quantidade de itens cobertos na revisão da montadora são poucos (mas o suficiente) para manter o carro sempre rodando sem dores de cabeça.

Na próxima semana irei detalhar um pouco mais este post com os valores e onde foram realizados os serviços do C4.

 

Obrigado

Limitador de Velocidade e Piloto Automático – C4


Boa tarde,

Vou tentar explicar detalhadamente como funciona estes 2 recursos presentes na versão mecânica do C4 (Hatch ou Pallas).

Ambos os recursos: Limitador de Velocidade e Piloto Automático são mais conhecidos em carros automáticos, são raros os carros manuais que possuem estes recursos, vamos aos detalhes.

 

Limitador de Velocidade:

Quando configurado o carro não ultrapassa a velocidade definida.

Eu gosto deste recurso porque evita com que o motorista fique com sono e diminui as chances de tomar uma multa. Você poderá ficar com o pé “embaixo” e o carro não irá ultrapassar o limite.

Existem alguns riscos, tais como uma ultrapassagem (principalmente carreta) o ideal é desligar o recurso na ultrapassagem, quando se está a 120km/h e precisa ultrapassar uma carreta, pelo menos um pico de 140km/h você precisa atingir. Já teve alguns casos que eu tive que chegar a 150 km/h porque o motorista acelerou junto comigo na descida (#daputa_style).

 

Piloto Automático

Este é excelente para quem teve uma câimbra, o carro acelera sozinho na subida e na descida ele controla a velocidade, as vezes ele ultrapassa 2, 3 km/h mas é extremamente normal, é preciso estar bem acostumado para usufruir deste recurso, porque são poucas as pessoas que conseguem manter a mesma velocidade por uma viagem longa. Normalmente nos últimos quilômetros da viagem o motorista está fadigado e para ele os 120km/h parece ser bem mais do que está registrado no painel.

Diferente de carros de luxo o sensor dianteiro disponível nas versões Exclusive não identifica se o carro está prestes a bater em algo (somente na primeira marcha).

VolanteC4

 

Para utilizar é simples, ao lado esquerdo do volante existe um botão giratório com as informações LIM — 0 — REG

Ao lado os botões de controle SET+ e SET-

O LIM é o limitador de Velocidade e o REG é o Piloto Automático, basta selecionar a função e configurar a velocidade limite ou automática.

No painel aparecerá a informação “off” por default as opções ficam desligadas até que você configure corretamente.

Para acionar o recurso basta pressionar o botão PAUSE (acima do botão giratório).

 

 

Obrigado

 

Dyno


Boa noite

 

Conversando com um amigo meu, estávamos discutindo sobre o como pode ser medida a potência de um carro. Eu entendo que a potência de um carro deveria ser medida pelo Inmetro assim como eles fazem a medição do consumo.

Colocando todos os carros em pé de igualdade conseguiremos ter uma informação real da potência dos carros que circulam aqui, eu falo isso para evitarmos os problemas que surgiram com as dúvidas do Veloster (Hyundai) quando desembarcou aqui no Brasil.

Ficamos com tantas dúvidas e expectativas do carro que acabaram sendo mascarados pela montadora, chegamos a uma conclusão que o dinamômetro seria a ferramenta ideal para medir a potência do carro. Embora o carro não esteja a algumas situações como a velocidade do vento oposto, situação do asfalto e temperatura ambiente, ainda assim daria para ser utilizado como referência de potência do veículo.

O Dinamômetro ou simplesmente Dyno é um maquinário onde a potência do carro é medida por rolos por onde o carro fica em cima.

O vídeo abaixo mostra como são realizados os testes, o mais legal do vídeo é que ele compila 30 falhas no Dyno.

 

Obrigado

Feriado de Páscoa


Boa noite

 

Mais um feriado chegando, este será um dos poucos feriados prolongados que teremos em 2013. Sempre reforço alguns pontos na véspera de feriado:

1) Revisão do carro

2) Bebida e direção

 

O segundo ponto embora seja óbvio gostaria apenas de reforçar que evitem o máximo possível dirigir sob o efeito do álcool, lembrando que não só a sua vida como a de outras pessoas podem mudar profundamente e eternamente.

Do primeiro ponto de atenção do feriado, cansei de pegar estrada e ver a quantidade de carros parados no acostamento por falhas mecânicas e por incrível que pareça não estou me referindo somente de carros antigos, mas de carros com 4 ou 5 anos de uso que ainda são novos na minha opinião.

Mas infelizmente nenhum carro aguenta 5 anos sem manutenção preventiva e quando o carro é colocado a toda prova (em viagens longas) o mesmo começa a sentir na lataria o peso da idade, para ser sincero raramente eu vejo um Fusca parado no acostamento, mas no dia que eu ver o problema deve ser algo relacionado a temperatura da bobina (problema mais comum neste tipo de carro).

Outra coisa que tem aumentado cada vez mais é a quantidade de carros com faróis e/ou lanternas com problema, a lanterna traseira é a mais difícil de ser percebida pelo dono, mas existem macetes para ajudar a identificar, mesmo quando você está sem a ajuda de outra pessoa você pode pedir para o frentista olhar ou então estacionar de ré o observar o reflexo na parede pela lanterna/luz de freio, se um dos lados estiver bem menos claro do que o outro é certo, de que, você terá que trocar ao menos a lâmpada do conjunto óptico.

Vamos aos itens importantes e pequenos que você mesmo pode revisar:

  1. Palhetas, verifique se não fazem barulho com os vidros molhados/úmidos e se as mesmas não estão ressecadas
  2. Pneus, verifique se não estão com bolhas, ressecados ou carecas
  3. Discos, certifique-se que estão parando o carro com a mesma eficiência de sempre
  4. Suspensão, seu carro está torto de um lado? pare ele em uma rua reta e observe friamente
  5. Bateria, se ao ligar o carro no frio o mesmo dá aquela sofrida/engasgada a bateria pode estar fraca, o tempo de vida útil de uma bateria é algo em torno de 2 a 3 anos
  6. Óleo, filtro de óleo, óleo de câmbio, filtro de ar condicionado podem estar com o prazo vencido ou perto de vencer

Existe uma série de outros itens que precisam ser verificados, verifiquem no blog outros tópicos sobre manutenção que certamente irão ajudar muito a aproveitar o seu feriado, seja ele qual seja.

Obrigado