Novo Projeto Automotivo


Olá

 

Para quem acompanhou as minhas publicações ao longo destes anos, finalizei alguns projetos bastante interessantes:

  • Corsa Classic 1.6 2004 com freios de 312mm dianteiros e 284mm na traseira com kit de som profissional (3 subs, 2 baterias e extrema qualidade na montagem) além do escape completo de inox do Giba Escapes (com Noise Changer).
  • Mitsubishi Lancer 2.0 2013 com kit de freios EBC e Freemax frisados, escapamento completo de inox com coletor esportivo 4x2x1 e abafador traseiro de 3 polegadas, além de remape da injeção, sprint booster, filtro K&N Intake, molas Eibach, body kit completo do Lancer Evolution (Capô, Scoops, Aerofólio) e painel do Lancer Ralliart.
  • Fusca 1.5 1974 restaurado de ponta a ponta para placa preta preservando 100% de originalidade e peças originais.
  • C4 Hatch 2.0 2009 com Piggyback para gerenciamento completo (aumento de potência, novo mapa para etanol e retirada do lag do acelerador eletrõnico) do carro através usando um notebook

Em praticamente todos os meus carros eu tive um projeto automotivo completo end-to-end nenhum deles ficou incompleto todos tiveram os seus momentos de alegrias e de tristeza. De qualquer forma a “bola da vez” agora é um Opala 1978 SS4 (de plaqueta) que foi restaurado e usado inclusive no meu casamento, carro que estava praticamente podre e sem muita expectativa de retornar para as ruas, enfrentou viagens longas de 2mil km sem dar qualquer problema mecânico grave (em uma das viagens tive que trocar os cabos de vela) mas no geral o carro é ótimo considerando o ano e o estado em que ele se encontrava.

Hoje o Opala está com um kit com 2 Weber 40 Italianas adaptadas para o nosso combustível cheio de etanol (banho químico), a partir de agora irei investir algumas horas de estudo para uma preparação no mínimo média para extrair o máximo de potência que o motor 4Cil pode oferecer, claro que eu poderia trocar por um motor 6Cil mas isso certamente será avaliado ao longo dos próximos posts.

O primeiro investimento que farei é um coletor 4×2 para soltar um pouco mais o motor. Depois disso um kit com comando de válvulas esportivo será instalado no carro e se depois disso tudo o carro não oferecer a emoção que eu busco no GM Clássico a troca do motor será realizada.

 

Obrigado

Anúncios

Melhorias Opala 4cil


Boa noite

Antes de iniciar a escrever o post de como melhorar o desempenho de um Opala SS4, gostaria de rever alguns conceitos que são básicos quando falamos de carro.

A começar pela simbologia do Opala dividindo os motores em 4CC e 6CC, CC não e sigla para Cilindros, o correto é escrever que o Opala é 4CIL ou 6CIL. A sigla CC é corretamente aplicada para Cilindradas, no caso do Opala 4CIL são 2500cc e para o Opala 6CIL são 4100cc. Porém popularmente se voce procurar por textos na internet ou vídeos no youtube por CIL ao invés de CC retornará 1% dos resultados quando é procurado do jeito incorreto.

Este problema não ocorre para motores em V, as siglas V6, V8, V12, V16 são aplicadas corretamente, até mesmo motores W16 (sendo grosseiro são 2 motores V8).

Curiosidade, motores V4 existem e são costumeiramente utilizados em Motos, exceto por alguns carros conceito ou carros totalmente inacessíveis financeiramente.

Bom vamos ao que realmente interessa, mas antes disso ainda, gostaria de deixar aqui o meu comentário a minha resposta para a seguinte pergunta que certamente voce – caro leitor – deve ter se perguntado antes de chegar até o meu blog. Por que é tão dificil encontrar receitas de preparação para Opalas 4cil?

A resposta é simples, pequeno padawan, isso se resume basicamente em PREÇO.

Preparar um motor 4cil é tão caro quanto substituir o seu bom e velho motor por um 6 canecos. Os rendimentos da preparação de um 4cil não superam muito um motor 6cil original, agora quando colocamos na ponta do lápis, sai muito mais barato voce substituir o motor 4cil por um motor 6cil, tudo se encaixa e as adaptações necessárias são pequenas.

  1. Leve em mente os seguintes requisitos quando voce começar a prepara o seu bom e velho motor 4cil.
  2. Um motor 6cil continuará sendo mais forte, mesmo porque ele possui 4100cc contra 2500cc do seu motor
  3. Quando voce colocar na ponta do lápis o quanto foi investido na preparação do motor, verá que o ronco do motor 6cil ainda continua sendo diferenciado
  4. Quando voce terminar o seu projeto de preparação do motor 4cil se sentirá frustrado, porque se tivesse seguido o meu conselho número 2 dessa lista, poderia estender o seu projeto por mais alguns anos (e dinheiros).
  5. A primeira pergunta que farão para voce na rua é: “São 6 cilindros?” o mesmo acontece para carros aspirados contra turbo, quando eu tinha o Lancer caracterizado como Evo e levemente preparado, sempre me perguntavam se era Turbo…. pergunta broxante na real…
  6. Voce nunca poderá utilizar o famoso carburador Holley Quadrijet

 

Se as minhas 6 dicas acima não convenceram voce que preparar o Opala 4cil é tão caro quanto trocar por um motor 6cil, seja bem vindo ao meu mundo, veja abaixo alguns motivos para voce manter o seu bom, velho e confiável 4cil quieto no cofre.

  1. Ninguém prepara motores 4cil, tenha um projeto único
  2. Carburação dupla no 4cil é um suicídio financeiro
  3. Carburação dupla Weber 40 com cornetas dá o mesmo efeito de orgasmos múltiplos
  4. Quadrijet de cú é rola, contente-se com Carburadores Bijet
  5. Você irá realmente sofrer para estudar sobre assuntos que já estão mastigados para motores 6cil tais como: sobrealimentação, coletores de escapamento, coletores de admissão, comando de válvulas, etc
  6. Swap de motores não são tão simples como aparenta ser, você precisa ter a dor de cabeça de documentar o novo motor e depende muito de um excelente mecânico para isso.
  7. Você verá que retrabalhar cabeçotes para motore 4cil dá ganhos expressivos.

 

De qualquer forma tanto motores 4cil de opala quanto 6cil são modelos interessante de trabalho, entenda que nunca estaremos satisfeitos com o resultado. Conversei com vários donos de Opalas 6cil e a maioria que se aventura no mundo da preparação gostaria de fazer um swap para motores V6 da Blazer ou V8 do Camaro.

A verdade é, eu sou um Gearhead e não abro mão de estudar sobre mecânica, preparação e motores de uma forma geral.

Vamos ao que realmente interessa, quer saber mesmo como extrair um pouco de potência no seu Opala (ou outro oldschool 4cil)?

  1. Carburação Dupla, preferencialmente Weber 40
  2. Coletor de escape 4x2x1 em inox
  3. Aumento dos dutos do cabeçote
  4. Retrabalho dos dutos do coletor de admissão

Faça essas 4 modificações e nos vemos no próximo artigo.

 

Obrigado

 

 

Opala SS4 – 78


Boa noite,

Vou tentar escrever o máximo que eu puder do meu novo projeto do Opala SS4 78. Tenho como meta uma preparação aspirada no GM 4 cilindros de forma bastante significativa. Um carro como o Opala SS não pode de forma alguma não ser notado por onde ele passar.

Existem diversos carros caracterizados como SS mas poucos (raros) são no documento, eu ou o feliz proprietário de um SS legítimo de chassi e motor. E ainda mais raro por ser um SS4, os mais comuns são SS6. Motores 6 Cilindros são mais famosos na internet. O que poucas pessoas sabem é que é possível extrair muita potencia nos motores 4 Cilindros da Chevrolet, ainda mais o motor 151S.

Vou começar falando um pouco do carro (comigo), se quiser saber um pouco do carro existem inúmeros artigos na internet e vários fóruns que podem falar sobre o carro originalmente falando. Está comigo desde 2013 e nunca coloquei a mão nele, fiquei 2 anos para regularizar o carro e deixar ele no meu nome, antes disso não fiz absolutamente nada.

 

Em 2015

Comprei o kit de ignição eletronica da marca Bosch, fiz isso porque originalmente o modelo 78 vem com platinado e como todo e bom platinado ele dá problema e não presta para os dias de hoje. Para não ter problema comprei um kit com jogo de velas, cabos, bobina, módulo e distribuidor. O kit saiu ao todo por R$ 500 Dilmas, não é um preço barato mas por se tratar de um kit novo e de marca boa com boas garantias e um bom histórico de qualidade eu preferi não abrir mão do produto.

 

Próximos passos

Estudei um pouco de como preparar um Opala 4 Cilindros, poucos são os materiais que temos na internet, consultei alguns especialistas no assunto e cheguei na seguinte receita, que espero começar a colocar em prática em 2016.

  • Coletor de escapamento 4×1
  • Kit com 2 carburadores Weber 40
  • Polimento dos Dutos de Admissão
  • Escapamento Completo
  • Kit de freios dianteiros e traseiros Power Brakes

Eu sou mais Old School vou manter a alimentação com carburadores, pensei em um kit Bi-jet para o carro, mas me falaram que não era uma boa opção para este motor. Que eu não teria o rendimento desejado. 1 Weber 40 seria o suficiente mas com 2 seria o demônio sobre rodas.

Ainda estou com dúvida quanto ao coletor, não sei se fico com 4×1 para ter uma arrancada maior ou 4×2 para ter uma acelerada mais longa. Preferencialmente para este tipo de carro eu prefiro ter uma arrancada maior, mesmo porque em uma puxada o melhor ganha nos 300m e não em 10km de pista.

O Lancer optei por 4x2x1 porque é a melhor configuração para o meu dia-a-dia e também para as pistas. No Opala quero uma resposta mais rápida, por isso um 4×1 seria o melhor, mas ainda não decidi 100%

O problema do kit de carburadores está no preço, vou ter que negociar bastante para fazer o carro.

Já tive freio da PowerBrakes, achei eles excelente, eu tive problemas na instalação inicial que foram rapidamente corrigidos, mas eu também não fui tão crítico como sou hoje.

Minha expectativa com o carro é chegar na casa dos 200cv (roda) e um ronco ensurdecedor (com qualidade) para ser bem representado na comunidade Opaleira. Um jogo de pneus está no orçamento, Cooper Cobra são o meu sonho, mas infelizmente não tenho certeza se eu terei R$ para bancar 4 pneus da marca. Queria um pneu no estilo muscle car com letras branca (puro charme) sei que temos pneus da marca coreana Kumho, mas eu particularmente ainda tenho um pouco de preconceito da marca. Este projeto precisa ser perfeito, quero um carro para que os meus netos se divirtam com ele.

Uma vez eu vi um Opala com a marcha embaralhando, aquilo era música para os meus ouvidos. O cheiro de gasolina estava no ar e aquilo sim era um carro de verdade. Não quero algo que faça somente barulho, quero um carro que seja performático nos mínimos detalhes. Vou tentar manter o visual o mai original possível, vou ver o que eu consigo fazer.

Um jogo de Bielas e Pistões forjados entrará no orçamento, porque o projeto começará com 200cv e o céu será o limite. Nada como ter um carro confiável para o dia-a-dia com força para poder expandir a potencia para aonde eu for desafiado.

Um tapa no visual também será necessário. Funilaria, pintura e tapeçaria são necessários.

Sem sistema de multimídia, som apenas do motor….

Obrigado

 

Vida de Colecionador


Boa tarde,

Já faz alguns dias que eu não escrevo nada para o Blog, decidi escrever hoje, noite de sábado para descrever como é a vida de um colecionador de carros.

Assim como todo Brasileiro, adoro carros, acho que é um dos hobbies que mais ocupam a mente (e o bolso) mas é bem recompensador, a cada dia que passa você aprende um pouco mais sobre mecânica e este assunto na minha opinião deveria ser matéria básica de colegial (risos).

Hoje como de costume tirei o Fusca da Garagem, entre uma volta e meia pela cidade de SP (ZS e Centro) vi que a cidade está cada vez mais carente de Fuscas restaurados, é incrível como um carro simples como o Fusca chama a atenção por onde passa, pelo simples fato de estar limpo.

A partir desta semana escreverei 1 tópico por semana sobre a nova aquisição do Cerberus…

Opala SS – Branco – 1978

 

Acompanhe e veja as dificuldades de restaurar e manter um verdadeiro clássico.

Restauração de Carros


Boa noite,

Olhei para a garagem da minha casa e comecei a reparar no Fusca que está sempre ali no cantinho, protegido do sol e da chuva e coberto por uma capa para não deixar os olhares curiosos ofuscarem o brilho da pintura.

A Volkswagen fez uma grande homenagem ao clássico Fusca, batizando o New Beatle de Fusca no Brasil, sinceramente falando acho que foi uma das melhores jogadas de marketing da industria automobilística dos últimos anos. O Fusca é um carro que foi e deixou saudades, ele voltou em 94 como Itamar, mas mesmo assim o carro não tinha o mesmo encanto.

vw-fuscas-1973-x-2013-1355254368440_956x500

O Fusca apresentado no salão do automóvel, que basicamente é um New Beatle muito mais invocado, possui o teto ligeiramente rebaixado e é cheio de curvas que realmente lembram – bem pouco – o clássico alemão que encontramos até hoje rodando em nossas ruas.

Lembre-se que o barato sempre sairá caro, se você encontrou um tapeceiro que ofereceu 2 orçamentos para você e existe uma discrepância muito grande entre os valores, procure outro tapeceiro. Tapeceiro que se preze só trabalha com produto de primeira linha.

Certa vez fui em um tapeceiro que me ofereceu um orçamento de 1mil reais para fazer a recuperação do bancos e uma limpeza do teto do carro (que exige um certo trabalho) e outro orçamento que segundo ele próprio era tão bom quanto o primeiro só que com um valor de R$ 300,00 completo.

Pensei comigo que aquela porcaria de R$ 300,00 não iria durar 1 ano e que eu teria que refazer o serviço posteriormente, o ideal para restaurar carros é sempre utilizar materiais de primeira linha, é certo que poucas pessoas tem o poder de reconhecer um material bom apenas com o visual e o tatear sobre o mesmo, mas na grande maioria dos casos existe a indicação do produto/serviço.

O mais legal é poder ver e sentir um carro renovado, restaurado, dar uma segunda chance para um carro é uma sensação ímpar. Nada paga aquela partidinha falha todo domingo de manhã que eu dou no Fusca, aquela sensação de missão cumprida em sentir o motor acelerar depois de 2 ou 3 tentativas.

Por onde começar?

  1. Independente do carro que você queira restaurar, seja ele um carro comum como o Fusca ou algo mais elaborado como o Maverick, Opala, Mustang, que são carros ricos em detalhes e com exceção do Opala possui peças de acabamento bem difíceis de serem encontradas, siga esta receita de bolo que espero que sirva para você.3D Character and Question Mark
  2. Escolha um carro que esteja alinhado, pegar um carro batido é a pior cagada coisa que se pode fazer, dependendo da batida do carro a estrutura do mesmo foi afetada de uma forma que nem no ciborgue o carro voltaria a ser alinhado. Melhor ser um carro muito raro e estar com a documentação em dia para você pensar em restaurar um carro nestas condições.
  3. Podres estarão espalhados por todo o carro, faz parte do negócio comprar um carro com portas, laterias e podres e/ou com pontos de ferrugem, mas existe um lugar que você deverá evitar o máximo – o assoalho –  esta parte do carro inviabiliza muito a restauração porque dependendo da quantidade de ferrugem/podre no assoalho a estrutura do carro pode ter sido afetada.
  4. Escolha um carro que tenha no mínimo a documentação no nome do atual proprietário, mesmo que esteja anos atrasado. Evite dupla ou tripla transferência porque na grande maioria dos casos o processo é tão demorado que você nunca conseguirá ter o carro no seu nome. Seria como morar em uma casa bonita, mas alugada – nunca será sua.
  5. Tenha bons contatos, mesmo que você não tenha o carro ainda, faça um ensaio, pesquise por peças do modelo que você deseja como faróis, volante, rádio, botões diversos. A dificuldade me encontrar as peças/acessórios no ensaio, será uma boa métrica do  tão fundo é o buraco que você está se enfiando.
  6. Tenha um bom lugar para guardar o carro, largar ele na rua não é bom negócio, faria a estrutura do carro piorar ainda mais. Quando comprar o carro, se aperte um pouco nas dívidas e dê um banho de tinta para evitar que a ferrugem aumente na sua mão. Se o carro estiver em bom estado passe uma massa para polir número 2 para preservar e proteger o que ainda resta da pintura.
  7. Ao comprar um carro que aparenta estar em bom estado, passe um pano com um imã grande enrolado por todo o carro. Onde o imã não grudar é porque tem massa. E onde tem massa na lataria foi serviço porco ou serviço rápido. Restauração decente é feita na lata, o tradicional serviço de funilaria. Você quer um carro para a vida toda não é? Quanto custo o seu sonho para ele se desmanchar em poucos anos?
  8. Pneus, rodas, motor e câmbio com problema são consequência, estes itens são relativamente fáceis de serem arrumados. Dê preferência para os itens do painel, os bancos também são fáceis, existem ainda bons tapeceiros que conseguem estruturas de bancos originais e tecidos que beiram a réplica perfeita.
  9. A elétrica do carro nunca estará boa, você terá que refazer tudo de qualquer forma, lembre-se que o seu carro terá algo em torno de 30 anos e pode ter passado na mão de vários e vários donos.
  10. Compre uma capa para proteger o seu carro e toda semana faça uma vistoria nele. Encontrei uma vez um Chevette que seria de mansão de baratas no forro, isso não seria legal, depois de restaurado é pouco provável mas antes do serviço o cheiro de carro velho e  sujeira interna são bem comuns.
  11. Faça uma limpeza detalhada, conheça o seu carro, quando eu fiz isso no meu encontrei um jornal de 1997 com anúncios de uma Fiorino 0km, rendeu alguns risos, depois que eu vi o preço do Bombril e Shampoo vi que o Brasil era um país bem diferente de hoje.

Escolha o carro que lhe agrade, quanto mais difícil mais prazeroso será o processo. Fiquei puto algumas vezes por preços abusivos de algumas peças. O mais importante é nunca falar para a loja que você está restaurando, isso remete coleção e coleção de carros é algo de “gente rico” nos olhos dos lojistas. Apenas diga que você quer manter a originalidade.

Tire fotos e sempre ande com elas, as vezes o “original” da loja é diferente do “original” do seu carro e sempre registre cada momento, seja filmando ou fotografando, o resultado é surpreendente.

Vejam o vídeo abaixo do Impala 67, excelente exemplo de dedicação e esforço.

Obrigado