Cuidados com o Fusca


Boa noite.

Hoje um dos últimos dias do ano, peguei o dia para cuidar do Fusca. A um tempo que eu não escrevo nada sobre ele. Recentemente eu gravei um vídeo e publiquei no youtube sobre a restauração do Fusca.

Algumas pessoas simplesmente não tem a menor ideia de como é dificil restaurar um carro, mesmo ele sendo um popular como o Fusca.

E por incrível que pareça o carro não é laranja como muitos dizem ser. Ele é vermelho Duco, um vermelho sem graça da Volkswagen, original do carro em 1974.

Na época que eu restaurei o Fusca eu pensei em usar um tom de vermelho mais moderno, mas como o meu objetivo era (e ainda é) a placa preta, a cor é um dos itens que desclassifica o carro.

Gostei muito do resultado na época e recentemente eu vi que ele perdeu o pouco brilho que tinha. Agora que a pintura está mais queimada do sol senti a necessidade de levar o carro para o polimento. Eu não recomendo polimento sem necessidade, mesmo porque o processo é similar ao polimento de uma aliança de ouro, ela brilha no final mas é de conhecimento que uma pequena (bem pequena) camada de ouro é removida para poder retirar os riscos. Isso se dá devido o processo em si aonde ocorre desgaste no material.

No polimento automotivo o processo é o mesmo, quando mal realizado é ainda pior, é totalmente perceptível na lataria os desgastes realizados por um mal profissional na área.

Uma preocupação que eu tenho com o Fusca é deixar ele sempre em ambiente coberto, mas infelizmente no último ano ele tem visto cada vez menos a sombra. Isso se deve a algumas circunstâncias da minha vida e não porque eu fui relaxado e larguei o carro na rua. Infelizmente em algumas regiões do Brasil garagens cobertas são luxo e/ou algo raro de se ter nas residencias.

2015-12-19 16.56.01 2015-12-19 16.56.48 2015-12-19 16.56.57 2015-12-19 16.57.12 2015-12-19 17.00.38

 

Mesmo não tendo um lugar 100% fechado o importante é ter uma capa de boa qualidade para proteger o carro. No meu caso eu comprei a minha na internet no site OR Capas (link).

 

Obrigado

Anúncios

Documentar um carro antigo


Boa noite

No mês de agosto eu recebi diversas dúvidas de pessoas que tentam documentar carros antigos.

Vou tentar sanar as principais dúvidas neste tópico.

Para pessoas que estão passando pela mesma situação que a minha (ou até pior), vamos aos fatos.

Você tem um carro antigo, placa amarela, sem documentos, sem histórico do último dono, seja bem vindo ao clube dos desesperados. 

Vamos responder algumas dúvidas:

1) Tenho um carro que nunca teve documentos, como fazer?

Hoje acho pouco provável um carro nunca ter tido qualquer documento, mesmo que seja placa amarela algum tipo de emplacamento ele teve, caso nunca tenha sido emplacado de fato, você poderá dar início ao processo de emplacamento como se fosse um veículo zero km.

Para ter certeza que o carro nunca teve qualquer documento é preciso fazer um laudo, pelo número do chassi se descobre muita coisa, se o carro nunca foi emplacado provavelmente só haverá o pré-cadastro no Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) o pré-cadastro é a informação básica do veículo que as montadoras enviam para o Denatran, com essa informação é realizado o cadastro do proprietário propriamente dito.

Se o carro constar na base BIN – Base de Índice Nacional (base do Denatran) então o seu carro já teve algum dono antes.

Se não constar nada, basta ir a um despachante e dar início ao emplacamento munido com o resultado do laudo e o recibo de compra/venda. Caso não queria utilizar os serviços de um despachante você poderá fazer isso sozinho comparecendo ao Detran ou Ciretran da sua cidade.

2) Tenho um carro antigo, sem documentos e placa amarela.

Antes de tudo é preciso conhecer o antigo dono, caso não conheça ele, existem diversos meios de como obter os dados do antigo dono, entre em contato com algum despachante e pague o preço de uma pesquisa detalhada, ou me mande um e-mail (contato@andrecerberus.com.br) e eu explico outros meios de como conseguir essa informação.

Com os dados do antigo proprietário em mãos é preciso descobrir se ele continua vivo, dependendo do carro, muito provavelmente o antigo proprietário já tenha falecido, caso tenha, é preciso localizar algum parente dele, entrando em contato com a família é preciso localizar os herdeiros do carro, os herdeiros são todos os filhos vivos, existem diversos carros antigos hoje (verdadeiros clássicos) que não foram inventariados pela família, foram apenas passados para outros donos. Entrando em contato com os herdeiros você poderá confirmar se o carro foi inventariado, caso tenha sido (maravilha) pegue o Alvará de transferência que o juiz entrega após o processo e dê andamento ao processo de transferência e licenciado.

Caso o carro não tenha sido inventariado é necessário abrir um processo de inventário, com todos os herdeiros, fazer um contrato de compra e venda e um termo de cessão de bens em que todos os herdeiros assinam abrindo mão do carro. Para qualquer um dos casos é necessário o apoio de um advogado.

3) Tenho um carro placa cinza sem documentos

Mesmo caso do caso acima.

4) Tenho um carro onde o documento não condiz com a realidade do carro

Você acaba de ser vítima de um golpe muito comum entre os carros antigos, acabou de adquirir um carro cabrito, normalmente são carros roubados que tiveram os seus chassis, placas e motores substituídos por um carro doador de peças. Isso é muito comum em Fusca (pela facilidade) ter um Fusca anos 70 com uma carroceria mais nova. O mesmo ocorre em Opalas, Chevetes e outros carros mais baratos.

placa amarela pronto uJonas-POA-Variant-placa-amarela

Isso ocorreu muito porque antigamente o modelo de um carro permanecia inalterado por muitos anos, pequenos facelifts eram aplicados aos carros, mas a sua estrutura em si permanecia a mesma. Veja o modelo do Corsa Classic e o Chevrolet Astra, ambos são projetos antigos que ficaram muitos anos em linha.

Não dá para regularizar um carro cabrito, se a diferença for muita e o policial da blitz for mais entendido do assunto ele poderá ficar desconfiado de você, um Opala anos 70 que possui a lanterna traseira redonda com documentos dizendo que ele é anos 80 é de se desconfiar, isso porque o Opala dos anos 80 possui a traseira quadrada e isso uma pessoa um pouco mais capacitada sabe.

Este link pode ser útil:

http://detran.sp.gov.br/wps/portal/portaldetran/cidadao/veiculos/fichaservico/segundaViaCRLV

Obrigado

Restauração do Fusca 1974


Boa noite,

Após alguns meses de acompanhamento no processo de restauração do Fusca, finalmente o mesmo está completo (parte externa).

Pequenos detalhes já se encontram instalados no carro, faltando somente terminar de montar.

Vejam as fotos na nossa página do Facebook

http://www.facebook.com/pages/AndreCerberus/125878744190552

Obrigado

Restauração do Fusca 1974


Boa noite,

Restaurar carros não é uma atividade fácil, normalmente se leva tempo, dinheiro, paciência e coragem para decidir restaurar um carro. Pior ainda quando você começa acompanhar o serviço do carro. Falo isso porque estou restaurando um Fusca 1974 – Vermelho e a cada vez que eu vou na oficina ver o carro ou recebo fotos de como está o processo eu receio que ele volte pior do que ele foi.

As vezes eu acho melhor não ver o processo de “cabo a rabo” receber o carro no estágio final pode ser mais saudável para o coração, principalmente para quem gosta muito do carro ou aprendeu a gostar dele com o tempo, vejo as fotos e meus amigos pensam… “que por*** é essa que ele está fazendo?” e eu respondo: “Que merd*** que eu to fazendo?”…. em ambos os cenários o pessimismo está presente e a cada dia que passa o prazo para entrega do carro está chegando cada vez mais no target.

O funileiro por sua vez, está tranquilo na vibe dele, suave na nave, como diria alguns, olha para o carro e fala que está ficando uma obra de arte. Para mim eu vejo com o olhar mais crítico possível, um monte de jornal e respingos de tinta pela parede e partes do carro, a situação é desesperadora, para quem passou por isso sabe bem o que eu estou falando.

Vou compartilhar da minha emoção em ver um processo de restauração completo na lata, sem qualquer ponto de massa na lataria e mantendo o máximo possível de conservação do carro, o processo de pintura do carro é algo muito artesanal, requer paciência e dedicação do pintor, a cada vez que eu olho para o carro eu vejo uma grande evolução. Vou postar algumas fotos do processo e espero que gostem do trabalho.

O resultado final será gratificante (assim espero e esperamos), estou apenas no começo, após a pintura do carro ainda tem a parte elétrica, mecânica e tapeçaria do carro.

Estou buscando por recomendações para estes serviços e gostaria muito que os participantes enviassem suas sugestões de empresas. Infelizmente entrei em contato com algumas que deixaram bem claro que não trabalhavam com Fusca, porque é um carro barato…. sinceramente senti na pele o que é ser discriminado por andar de Fusca, o meu ficará bonito, chamará a atenção nos domingos de manhã na Av. Paulista (quando sol).

Vamos aguardar, o processo está apenas no começo, vou listar abaixo algumas dicas de como restaurar um carro:

1) Goste do carro: Restaurar um carro é algo que exige tempo e paciência, encontrar as peças do mesmo ano, marca, modelo e versão levará tempo… em alguns casos muito tempo, para carros importados, é bom reforçar o contato com amigos importadores, porque fatalmente faltará um farol ou item de acabamento interno que se encontra aos montes no Ebay e no Brasil custam R$ 600 ~ R$ 700.

2) Selecione bem o Funileiro/Pintor, evite acabamentos grosseiros feitos com massa para carros, esse tipo de técnica a médio prazo pode tornar o carro torto ou com desníveis na lataria a massa não dura o tempo que achamos que deveria durar e você fatalmente terá um re-trabalho na funilaria depois de alguns anos.

3) Coloque na balança, se você decidiu restaurar um carro o custo para equipar ele é praticamente o mesmo, se você tem um Gol Quadrado 1.0 e quer transformar ele no GTI 1.8 ou 2.0 com os bancos recaro é totalmente diferente de você pegar o mesmo carro e comprar tudo da época, o que deixará o carro bem mais simples e provavelmente menos emocionante. Um farol para Fusca original Cibié custa em média R$ 300,00 cada lado (farol completo) enquanto um paralelo mais novo custa R$ 90,00.

4) O processo é realmente lento, para obter a placa preta (carro de coleção) é necessária uma vistoria rígida. Não se compra a placa, despachante e nem clubes credenciados vendem, pode existir alguma mutreta para a placa preta, mas sinceramente não dou a mínima, a minha será conquistada, com muita história para contar. Já vi que será difícil encontrar pneus com câmara para Fusca, hoje em dia este tipo de pneu é encontrado somente por encomenda e demora….. além disso para passar pela vistoria precisa ser filiado a algum clube de antigomodelismo e para entrar existe uma taxa anual (relativamente salgada).

Bom chega de textos e vamos ao que interessa…. o processo em si de restauração.

Existem diversos carros esperando por uma boa restauração ou Hot Rod, vou postar 2 vídeos que dói o coração dos mais apaixonados por carros.

E a parte II do vídeo

Obrigado

5 dicas restauração de carros


Boa tarde,

Dicas para restauração de um antigo

  1. Analise o veículo antes da compra e veja se a carroceria está em ordem. O que vale mais em um carro antigo é se a sua estrutura ainda está intacta, sem corrosões. Em caso de dúvida, utilize um imã para se certificar que o carro não possui correções com massa;
  2. Observe também se o chassi está em ordem, já que se estiver mal alinhado a recuperação é quase impossível porque compromete a segurança de quem dirige;
  3. Com o auxílio de uma lanterna, observe internamente todos os cantos, embaixo do carpete se isso for possível, para ver se internamente também não há pontos de ferrugem;
  4. Se possível eleve o veículo e olhe o fundo em busca de outros danos não só de lataria como de mecânica, por isso nesta etapa seria importante a presença do mecânico;
  5. Acompanhe de perto todo o processo de restauração porque, além de motivador, pode evitar surpresas no final.

Fonte: http://www.bemsimples.com/br

Obrigado